Make your own free website on Tripod.com

Anatomia   Macro  e  Microscópica  do  Sistema  Respiratório

A Cavidade Torácica

 

A cavidade torácica é a segunda, em tamanho, das cavidades corporais.

 

Ela contém os dois pulmões, cada um em seu saco pleural, o coração em seu saco pericárdico, e diversos outros órgãos e estruturas importantes. Sua forma é semelhante a um cone com base inclinada.

 

A base da cavidade é formada pelo diafragma, "prateleira" de carne que separa as cavidades torácica e abdominal. O diafragma tem o formato de uma cúpula ("domo"), com sua superfície convexa voltada para a cavidade torácica (para cima).

 

O formato da cavidade é alterado durante cada ciclo respiratório, pois durante a inspiração o volume torácico precisa ser aumentado para permitir que o ar seja levado para dentro dos pulmões. Esta alteração no formato ocorre essencialmente pelo movimento do diafragma e, em grau menor, pelos movimentos das articulações do esqueleto torácico.

 

Um septo longitudinal, o mediastino, divide a cavidade em duas câmaras laterais. Cada uma dessas câmaras é forrada por uma túnica serosa denominada pleura.

 

 

 

Mediastino

Literalmente, o termo mediastino que dizer má partição, mas, na prática, o termo significa o intervalo entre dois sacos pleurais.

 

A fáscia endotorácica divide a cavidade torácica em dois compartimentos. Cada um desses compartimentos é revestido por pleura, de modo que dois sacos pleurais estão presentes, cada um contendo uma cavidade pleural.

 

O mediastino estende-se do ápice da cavidade torácica até o diafragma, sendo limitado dorsalmente pela coluna vertebral, ventralmente pelo esterno e lateralmente pelos sacos pleurais.

 

Grosseiramente falando, ele se situa no plano mediano, mas pode ser deslocado para um lado pela pressão dos pulmões. Isto pode ocorrer em situações como derrame pleural ou pneumotórax, com acúmulo de líquido e ar na cavidade pleural, respectivamente. Eventualmente, tanto um quanto o outro podem comprimir o pulmão, deslocando o mediastino para o lado oposto, e isto pode ser visualizado por uma radiografia de tórax.

 

Praticamente todos os órgãos do tórax estão no espaço medias-tínico, entre as pleuras, com exceção dos pulmões. Com exceção dos pulmões, da veia cava inferior e do nervo frênico direito, todas as estruturas e órgãos contidos na cavidade torácica situam-se no mediastino.

 

O mediastino não é todo mediano em posição, apesar do nome; como o maior órgão nele contido (o coração) está posicionado mais para esquerda que para direita, o pulmão direito é maior que o esquerdo.

 

A parte em que o coração e o pericárdio estão situados, juntamente com a parte a eles dorsal, é chamada de mediastino médio; as partes cranial e caudal a este ponto são denominados, respectivamente, de mediastino superior e inferior.

 

 

 

Fáscia Endotorácica

A cavidade torácica está revestida por uma camada de tecido conjuntivo frouxo, a fáscia endotorácica. Esta fáscia cobre:

1. As superfícies ventrais dos corpos das vértebras torácicas e o músculo longo do pescoço

2. As superfícies internas das costelas, suas cartilagens costais, e os músculos intercostais

3. A superfície dorsal do esterno e o músculo transverso do tórax

4. A superfície torácica do diafragma, onde ela é conhecida como a fáscia frenicorporal.

No plano mediano, a fáscia endotorácica é refletida das superfícies dorsal e ventral da cavidade para formar o tecido conjuntivo do mediastino. Esta camada de fáscia divide a cavidade torácica em compartimentos direito e esquerdo.

 

A fáscia que cobre as superfícies internas das costelas e os músculos intercostais é bem desenvolvida e contém uma alta proporção de fibras elásticas; ela é mais espessa onde cruza os espaços intercostais do que onde ela é aplicada às costelas em si.

 

           Página Anterior                       Próxima Página                     Índice Diabetes Mellitus